Como Criar um Site Competitivo para o Seu Negócio

como criar um site

Como Criar um Site Competitivo para o Seu Negócio

Criar um site se tornou quase que uma obrigatoriedade para qualquer empresa que queira se manter competitiva e atuante no mercado atual.

Mas para isso, não basta apenas criar um site qualquer, é preciso criar um site que realmente transmita credibilidade, de modo que consiga criar uma presença digital sólida e profissional para o seu negócio.

Sendo assim, na hora de criar um site é preciso ficar atento a algumas características e recursos importantes para que ele realmente cumpra a sua função, e é exatamente sobre isso que eu vou tratar neste artigo.

Então, continue comigo e saiba como criar um site competitivo para o seu negócio.

 

Quais são as principais páginas ou informações que um site precisa ter?

 

Você já deve ter notado em suas “andanças” pela internet, que muitos sites que você visita possuem algumas páginas em comum, como a página “Sobre nós”, “Produtos”, “Serviços”, “Contato” e assim por diante.

Normalmente estas páginas trazem informações que são consideradas essenciais para que as pessoas possam conhecer melhor a sua empresa, bem como seus produtos ou serviços. Confira comigo algumas delas:

 

1. Página Inicial (Home)

 

Esta é a página inicial e uma das principais do site, pois ela tem a função de apresentar ao visitante – de maneira clara, sucinta e convincente – a sua empresa, produto ou serviço, isso tudo em questão de segundos.

Se o visitante não encontrar rapidamente as informações que ele procura, muito provavelmente ele abandonará o seu site e partirá para outro, e com isso você terá perdido uma oportunidade de negócio.

Portanto, a home deve ser criada visando facilitar a vida do usuário, para que ele encontre a informação desejada sem dificuldade, de preferência em destaque.

Sendo assim, utilize banners, call-to-actions (chamadas para a ação), ou qualquer outro recurso, para apresentar aos visitantes aquelas informações que são essenciais eles saberem para fecharem negócio com a sua empresa.

 

2. Página Sobre a Empresa (Quem Somos / Sobre Nós)

 

Esta é a página em que você poderá fazer uma apresentação mais aprofundada da sua empresa, como por exemplo, falar da sua trajetória ao longo do tempo, além de seus objetivos e valores.

Se for pertinente, coloque também informações sobre a sua equipe, prêmios de reconhecimento, entre outras informações que possam trazer credibilidade ao seu negócio, e procure utilizar recursos como fotografias, vídeos, dados, etc.

 

3. Página de Produtos ou Serviços

 

Esta página deve conter todas as informações que você considerar serem relevantes para que os visitantes do seu site entendam quais as características e os principais benefícios dos produtos ou serviços que você comercializa.

Para ilustrar ou exemplificar melhor, utilize imagens ou vídeos, de preferência dos seus próprios produtos ou serviços, e procure informar também como é o processo de contratação ou compra, bem como os prazos, as garantias, os locais e horários de atendimento, etc.

Por não se tratar de uma loja virtual, não há a obrigatoriedade de informar os preços, mas dependendo do seu negócio, pode ser útil o site conter também essas informações.

Caso a sua empresa tenha poucos, ou apenas um tipo de produto ou serviço, dispense essa página e coloque todas as informações já na Home.

 

4. Página de Contato

 

Esta página normalmente é composta por um formulário de contato simples – com algumas validações necessárias para que o visitante possa ser respondido – além de informações de localização e contato, como os endereços físicos, números de telefones, WhatsApp, Skype, e-mails, horário de atendimento, links para as redes sociais, etc.

Caso você possua um endereço físico, onde possa receber seus clientes, utilize o mapa do Google integrado ao seu site para mostrar a sua localização.

 

5. Topo e Rodapé do Site

 

No topo do site, normalmente se aplica o logo da empresa, os links para as outras páginas do site, o campo de busca, e talvez uma ou outra – eu disse um ou outra e não necessariamente todas – informação que seja relevante, como telefone, endereço, horário de atendimento, ou mesmo botões linkando para as redes sociais.

Já no rodapé, é possível inserir mais informações, como, por exemplo, links para acessar páginas importantes, mas não tão importantes a ponto de aparecerem no menu principal do site. Normalmente estas páginas são: “Termos de Uso”, “Políticas de Privacidade”, “Mapa do Site”, etc.

Botões ou caixas de seguidores das redes sociais, um campo para cadastro de newsletter, ou mesmo um pequeno formulário para contato também podem aparecer no rodapé, além, é claro, das informações de contato, dos links para as redes sociais, e assim por diante.

 

Quais características e recursos são indispensáveis ao criar um site?

 

Ao criar um site, algumas características e recursos são essenciais para que ele possibilite uma navegação mais agradável e satisfatória para os usuários, além de mais praticidade e controle para quem gerencia o site. Confira quais são:

 

1. Design simples, objetivo e funcional

 

Já explicamos outras vezes sobre os benefícios e sobre  a importância do design na comunicação das empresas, e ao criar um site não é diferente, pois é através do design que as informações vão poder ser transmitidas de maneira simples, objetiva e funcional.

Ao criar um site, normalmente as cores, a tipografia e o padrão visual devem seguir a identidade visual da empresa, porém, na hora de dispor os elementos (blocos de texto, ícones, imagens, menus, etc.),  é preciso levar em consideração alguns princípios básicos de design e web, como:

  • o alinhamento, o espaçamento e o contraste;
  • a legibilidade e a leiturabilidade;
  • a navegabilididade, a usabilidade, etc.

 

Evite também inserir informações, imagens ou efeitos desnecessários, que irão apenas poluir visualmente o site. Dê preferência a um layout limpo e organizado, que priorize a transmissão das informações com eficiência.

 

2. Responsividade

 

Sites responsivos caracterizam-se por possuir um layout totalmente fluído, ou seja, adaptável a qualquer tamanho e resolução de tela, pois tem a capacidade de ajustar e reorganizar automaticamente todo o seu conteúdo, de modo a proporcionar uma melhor navegabilidade para o usuário.

Como o número de dispositivos móveis – como smartphones e tablets – já ultrapassou o número de desktops para acessar a internet, melhorar a experiência dos usuários nestes dispositivos se tornou fundamental, tendo, inclusive, interferência nos resultados das buscas do Google, por exemplo.

Portanto, ao criar um site, não pense duas vezes antes de optar por um site responsivo, pois essa é uma característica imprescindível nos dias de hoje.

 

3. Sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS)

 

CMS é a sigla para Content Management System (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo), que resumidamente, é um software instalado no servidor de hospedagem de um determinado site, e acessado através de um navegador.

Entre os diversos sistemas de gerenciamento de conteúdo disponíveis no mercado para se criar um site, destacam-se o Joomla, o Drupal e principalmente o WordPress, que é o CMS mais utilizado para a criação de sites e blogs na atualidade, e o qual utilizamos aqui Expressa Design.

Além de gratuito, o WordPress é um CMS baseado em PHP, que permite ao usuário a instalação de temas exclusivos e plugins adicionais, a fim de facilitar e atender as mais diversas necessidades.

O WordPress é ideal para clientes que desejam administrar o próprio site, criando e editando determinadas páginas e seus conteúdos com facilidade, sem precisar de um webdesigner ou um programador.

Agora, mesmo que o cliente não tenha a intenção de gerenciar o próprio site, desenvolvê-lo sem um CMS tornaria mais difícil e demorado um trabalho que poderia ser resolvido com muito mais facilidade e rapidez.

Sendo assim, não é aconselhável criar um site sem um sistema de gerenciamento de conteúdo nos dias atuais.

 

4. Google Analytics

 

Uma das vantagens de criar um site é a possibilidade de poder mensurar quase tudo o que os visitantes fazem dentro dele, ou para chegarem até ele, e através desta mensuração ir otimizando-o.

E é através do Google Analytics que todas essas informações são obtidas. Basta criar uma conta na ferramenta, gratuitamente, e inserir no seu site um código que ela disponibiliza para poder fazer essas análises automaticamente.

O Google Analytics é uma das melhores ferramentas gratuitas de monitoramento e análise de tráfego existente no mercado, e suas análises são exibidas através de tabelas e gráficos, em um painel de controle bem amigável e intuitivo. Algumas informações que a ferramenta mostra são:

  • Número de visitantes por dia/mês;
  • Tempo médio de permanência no site;
  • Páginas mais visualizadas;
  • Qual a origem de tráfego;
  • Palavras-chave usadas para encontrar seu site;
  • Porcentagem de visitantes novos;
  • Taxa de rejeição; etc.

 

Observar e analisar essas métricas também possibilita criar estratégias de marketing digital mais adequadas aos interesses do seu público.

 

5. Integração com redes sociais

 

As redes sociais são uma ótima forma de reforçar e manter a interação com o seu cliente, portanto, ao criar um site, não deixe de colocar os links diretos para as redes sociais em que a sua empresa estiver presente.

Estratégias de marketing no Facebook e no Instagram para empresas, por exemplo, são poderosíssimas para divulgar seu negócio, além de serem um excelente canal para aumentar os acessos ao seu site.

 

Recursos que agregam valor em um site

 

Outros recursos que podem fazer total diferença entre o seu site e o do concorrente – alguns destes recursos possuem funções mais estratégicas e outros visam melhorar a experiência do usuário ao navegar no seu site – e que devem ser levados em consideração na hora de criar um site, são:

 

1. Cases, clientes e testemunhos (Prova social)

 

Citar ou colocar a marca dos principais clientes atendidos pela sua empresa, principalmente se forem conhecidos, bem como os cases mostrando os serviços já prestados a eles, ou os seus produtos utilizados por eles, já faz com que pessoas que ainda não conhecem o seu negócio sintam mais confiança no trabalho realizado pela sua empresa.

Agora, nada mais convincente do que incluir testemunhos de clientes satisfeitos utilizando e/ou elogiando seus produtos ou serviços – principalmente se forem em vídeo – pois testemunhos reais são poderosos indicativos de “aprovação social”, o que fortalece a credibilidade do seu negócio.

 

2. Blog institucional

 

Estabelecer uma relação mais próxima e de confiança com o cliente é parte importante para o marketing digital, e por isso muitas empresas tem investido em blogs institucionais para seus negócios, pois ele funciona como uma eficiente ferramenta para iniciar e manter esse relacionamento.

Sendo assim, um blog institucional tem a função de gerar tráfego e demanda para o site, que por sua vez tem a função de atender e direcionar essa demanda.

Por isso é indicado criar um site que integre um blog, a fim de publicar periodicamente conteúdos informativos, relevantes e de qualidade, ajudando os visitantes com dicas ou esclarecendo dúvidas acerca de um determinado assunto, de modo que os estimulem a voltar ao blog outras vezes.

Porém, para que o seu site realmente traga resultados, não adianta apenas criar um blog e postar quando der vontade, é preciso investir em uma estratégia de marketing de conteúdo, com um calendário editorial bem definido e que envolva a criação de uma ou mais personas.

Além disso, a definição de uma ou mais personas, a aplicação de técnicas de SEO, a integração com as redes sociais, e ainda a utilização de páginas de captura de e-mails (para trabalhar com e-mails marketing) e iscas digitais (e-books, infográficos, etc.), são fundamentais para alcançar mais pessoas e obter mais acessos que, consequentemente, resultarão em mais vendas.

 

3. Sistema de busca

 

Se você for criar um site que integre um blog, um portfólio extenso, ou uma grande variedade de produtos, inclua um campo de busca para ajudar os visitantes a encontrarem mais rápido o que eles desejam, pois nem sempre as informações estarão fáceis de serem encontradas.

Agora, se for criar um site sem um portfólio extenso, sem blog e com poucas páginas, o sistema de busca pode tranquilamente ser descartado.

 

4. Campo para captação de e-mails (Cadastro de newsletter)

 

Colocar um recurso para captação de e-mails dos usuários é viável quando sua empresa prevê enviar novidades, promoções e artigos por e-mail ao cliente.

É uma ação que gera comunicação tanto para novos clientes, como para atuais. Para isso, você precisará de uma ferramenta de gerenciamento de e-mail, como Mailchimp, que é a ferramenta que usamos aqui na Expressa Design, e como tantos outros que existem no mercado.

 

5. Formulário de orçamento

 

Diferente de um formulário de contato comum, um formulário de orçamento normalmente contém uma série de questões específicas para a elaboração de uma proposta orçamentária adequada.

Após o cliente enviar o formulário, você poderá continuar o atendimento de diferentes maneiras, seja por e-mail, por telefone, por áudio/videoconferência, ou se necessário, por meio de uma reunião presencial.

 

6. Sistema para chat

 

Este é um recurso que vem sendo muito utilizado ultimamente, e destaca-se por ser um canal que disponibiliza um atendimento em tempo real dentro do próprio site.

Existem várias empresas que oferecem este tipo de serviço – com opções gratuitas – e uma delas é o Zopim, o qual utilizamos em nosso próprio site gratuitamente.

 

Considerações finais

 

Independente se o seu site vai ser criado do zero ou através de um template pronto, ou então de quanto ele vai custar, ele precisa transmitir profissionalismo e gerar credibilidade para o seu negócio, e para isso, é preciso analisar tudo o que foi explicado neste artigo.

Claro que as opções de aplicação na hora de criar um site são inúmeras, e tudo vai depender do que se trata o seu negócio, pois nem sempre o que funciona para uns, irá funcionar para outros, por isso é bom sempre contar com a ajuda de agências ou profissionais experientes.

E aí, gostou do artigo?

Fique à vontade para curtir, comentar ou compartilhar nas suas redes sociais.

Bons negócios e até o próximo artigo!

Clique para solicitar um orçamento!

Comentários

Comentários